As pessoas estão sempre arrumando desculpas para não fazer algo que elas consideram importante por não possuírem tempo livre para fazer.

O sedentário não tem tempo para fazer exercícios, o estudante não tem tempo para focar em seu aprendizado, o líder da família não tem tempo para passar com seus filhos.

Outros enchem suas agendas de metas, acreditando serem capazes de dar conta de tudo, e no final não conseguem alcançar nenhuma delas e acabam frustrados.

A verdade é que gerir o tempo não é tarefa fácil, mas o problema não está na pequena quantidade de horas de um dia, e sim na falta de um bom estabelecimento das prioridades.

Não adianta colocar 10 tarefas como urgentes na agenda quando sabemos que na verdade apenas três ficarão prontas, e no fim do dia, a sensação de dever não cumprido irá tirar nosso sono.

Enquanto continuarmos dividindo nosso foco, sem definir o que deve ser priorizado, a famosa “falta de tempo” continuará zumbindo na nossa mente como um mosquito do qual não conseguimos nos livrar.

Aprender a priorizar é um passo decisivo para aumentar a produtividade e estimular o autodesenvolvimento. Afinal, para se tornar uma pessoa produtiva, é essencial saber decidir o que é urgente, e montar a agenda a partir disso.

Se for necessário um empurrãozinho, podemos contar com a tecnologia como aliada, fazendo uso de aplicativos de gestão de tempo e produtividade como o Google Agenda e outros.

Quando estabelecemos prioridades da maneira correta, passamos a controlar o tempo, em vez de simplesmente sermos capturados por uma infinidade de demandas. Isto também nos ajuda a manter a calma e o equilíbrio para encontrar a solução dos problemas diários.

Pode até parecer que tudo vai desmoronar se você não fizer tudo o que precisa ser feito agora, mas é justamente essa ilusão que nos gera tanta angústia sobre a implacável passagem do tempo. Enquanto gastamos tempo nos preocupando em encontrar soluções para tudo, deixamos de solucionar o que pode ser resolvido hoje.

Não se cobrar além do necessário e entender que não somos super-heróis é importante não só para melhorar a produtividade, mas também para manter uma saúde mental estável.

Agora é só aproveitar o tempo e colocar a mão na massa! 😉